Eu posso misturar uma corda estática com uma corda dinâmica para rapelar?

Publicado originalmente na rockandice.com pelo “garoto do equipamento” (tradução livre)

É indicado unir cordas dinâmicas com estáticas para rapelar? Se nós fazemos um big wall, nos teremos os dois tipos de cordas e na hora de rapelar, preciso saber se isso é seguro. Também gostaria de saber se unir cordas dinâmicas de diâmetros diferentes é seguro? tipo uma 10.5 mm e a outra de 9.8 mm?

É bom que você tenha uma meta, porque agora você tem um proposito, que é se manter vivo. Eu gosto da sua meta porque você a escreveu o que representa um real comprometimento. Sua meta também atende os princípios básicos de uma boa meta. É Concebível, controlável e mensurável. Muitas vezes eu ouvi falar de metas tanto quanto eu quero acabar com o mosquito da dengue! Que são metas estupidamente irreais. Você no entanto tem a necessidade de encontrar segurança.

Saber que mesmo nas melhores circunstancias, rapel não é seguro e é o 4º fator na morte de escaladores experientes e igualmente para iniciantes. Claro, é concebível que você possa rapelar em uma corda estática emendada a uma corda dinâmica e sobreviver, mas você deve saber uma coisa sobre essas cordas. A Corda dinâmica em comparação com a estática (e duas cordas dinâmicas de diâmetros diferentes, tais como a sua 10.5 mm e 9.8 mm) poderia, devido às suas diferentes taxas de alongamento e fricção, fazer com que o nó se junte as duas cordas e arrastar na ancoragem. Resultado? As extremidades da corda pode ficar irregular e você pode chegar ao final de uma das cordas antes da outra, aumentando o risco de transformar o rapel no 3º fator de morte entre escaladores. Mas se você sobreviver, terá uma boa dificuldade para segurar as cordas uma vez que uma delas vai deslizar mais rápido que a outra.

Para atingir sua meta, ou seja, fazer rapel com corda dinâmica e estática em conjunto (ou duas cordas de diâmetros muito diferentes) e viver, você deve amarrar as extremidades de ambas as cordas! além disso, colocar os nós no mesmo lado da ancoragem; Amarradas desta forma, o nó fica atolado contra a âncora quando as cordas tentarem se mover. Esteja ciente de que os nós tentarão mudar de direção então mantenha as extremidades iguais ainda assim pode ser difícil puxar a corda ao final do rapel.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *