Proteja seus tendões usando bandagem da forma certa!

Publicado originalmente em climbing.com por Guillaume Michaud (tradução livre)

Usar fitas para suportar os tendões dos dedos podem ajudar a prevenir lesões, mas estudos mostram que o método mais comum de usar fitas não fazem o trabalho que deveriam. Aqui vai uma dica de uma boa forma de faze-lo.

Existem duas formas principais: 

Tendões flexores em cada dedo: um que flexiona a falange do meio e o que flexiona a ponta dos dedos. Esses tendões são suportados por um sistema de ligamentos como “polias” que mantêm os tendões perto dos ossos dos dedos e lhes dão a vantagem mecânica necessária para flexionar os dedos.

A Ruptura de uma polia:

Causado por excesso de força nos tendões – resultam em um estiramento do tendão. Antes de 1980, quase nenhum caso de ruptura de polia resultante da prática de esportes fora encontrado na literatura ortopédica, mas há casos agora vistos a cada ano nos Estados Unidos, na maioria dos casos entre escaladores. Das cinco principais polias, a A2, A3 e A4 são as mais importantes pois estão estrategicamente localizadas entre a segunda junta do dedo onde as tensões de ruptura da polia são maiores. O Foco de qualquer método de fitas e bandagem é suportar e proteger essas polias.

Polias são fortes:

Então você esta sujeito a ruptura de uma polia durante uma sessão não controlada de contração. Ex.: Quando escorregando o pé de um entalamento. O dedo médio e o anelar são os mais comumente lesionados. Estudos mostram que as pressões aplicadas a polia A2 na posição de reglete é 36x maior do que na pegada de mão aberta e 3x maior que a força aplicada a ponta do dedo.

O mais comumente usado:

Bandagem circular da primeira falange, que suporta apenas a polia A2, tem sido estudado em laboratório, e nenhuma diferença foi encontrada entre com bandagem ou sem bandagem. Tente o método ilustrado aqui, que suporta todas as três polias ao mesmo tempo. Com um pedaço continuo da fita, complete duas ou três voltas em torno da primeira falange. Não passe a fita muito apertada! Há um nervo e uma artéria de cada lado do dedo e você não quer deixa-los apertados. Então atravesse as juntas do dedo e complete duas ou três voltas em torno da segunda falange. Finalmente, atravesse por trás da articulação até a primeira falange, formando um “X” e completando uma volta circular final para segurar a fita. Se bem feito, esse método de bandagem não irá interferir na flexão do dedo e também vai oferecer proteção para a pele – Bem usual quando escalando por fendas.

Dr.Guillaume Michaud, 27, é um escalador e residente veterano em cirurgia ortopédica na Universidade de Sherbrooke, Québec.

Técnicas de Escaladas: Como Flagar

Publicado originalmente em climbing.com por Julie Ellisson (tradução livre)

http://www.climbing.com/skills/climbing-techniques-how-to-flag/

Não seria massa se o crux no seu projeto tivessa uma longa, aderente, e perfeito gancho para o pé, no lugar perfeito? Mas então nenhuma escalada seria mais difícil que um 5.8, e qual a graça teria? A medida que você avança no mundo da escalada de vias intermediarias e avançadas, você vai se encontrar forçado a usar posicionamentos estranhos do corpo, seja porque não há agarras fáceis ou porque o movimento de fato é mais fácil se você fizer-lo com os pés pendurados. Uma técnica chamada “Flag” ou “Flagar” (pronuncia-se fleg ou flegar) lhe permite usar aquele gancho de pé como um contra-balanço para fazer a próxima movimentação, ganhar mais estatura e prevenir que abra uma janela. Essa movimentação pode ser usado em todos os ângulos e tipos de vias (exceto abaulados, normalmente), e você irá descobrir que flagar lhe faz um escalador mais suave quando se adiciona esta movimentação a sua lista de habilidades. Abaixo nós lhe daremos dicas de como aprimorar essa técnica, incluindo algumas dicas do escalador de 5.14d Ben Spannuth.

Instruções Básicas

Flagar é especifico da localização e da qualidade das agarras, posicionamento do corpo e direção do movimento. Apesar de esses detalhes determinarem exatamente como flagar, há algumas dicas padrão: Veja uma linha vertical que percorre através do centro do seu corpo e a meta é manter o seu peso balanceado nos dois lados dessa linha. Mantendo uma tanto uma agarra de mão para o pé direito quanto para a mão esquerda, uma vez que você tiver iniciado o movimento, seu é esquerdo vai girar para fora (abrindo uma janela) lhe jogando para fora. Flag o pé esquerdo atrás do pé direito (um flag traseiro) para mover o peso para a direita, mais de acordo com a linha do seu pé de suporte e da mão, mantendo seu corpo sem girar ou sem variar o centro de gravidade. Flagar utiliza equilíbrio corporal puro (ao invés de força e resistência) para estaticamente fazer a próxima movimentação, o que melhora sua técnica no geral, reduzindo o movimento dinâmico e usando menos energia na parede. Isso significa menos balançado e tijolamento nas agarras e mais tempo subindo agarra por agarra e segurando-as bem. Com os Flags dos dois lados, mantenha a perna debilitada tão reta e travada quanto for possível, um membro do corpo pendurado solto pode facilmente puxa-lo do posicionamento.

Flag Traseiro

Comum em vias negativas e tetos, o flag traseiro põe a perna livre atras e quase perpendicular a outra perna. É usada quando você só tem agarras de um lado do seu corpo e precisa mover-se em direção oposta. Vamos dizer que sua mão esquerda e seu pé esquerdo estão em agarras e você precisa mover par a direita, um flag traseiro com a perna direita por trás e para a esquerda vai mudar seu centro de gravidade mais para a esquerda, assim, mais em linha com a mão apoiando o pé. Esta posição do corpo é mais estável e torna-se mais fácil para canalizar o poder para cima do seu pé esquerdo em seus quadris (porque eles estão mais perto em vez de estendidos para fora, com a força da perna e do pé) dando-lhe uma maior gama de movimento para travar um apoio quando se deslocam para a direita.

Flag Lateral

Com sua perna livre (ex.Perna esquerda vai sair para a sua esquerda), pressione contra a parede com o pé para dentro deste pé. Ao invés de usar uma agarra individual para o pé flagado pense na parede inteira como algo que pode ser empurrado. Quão mais forte for empurrada, maior apoio ela lhe dará para mover-se para cima, então mantenha esta perna reta e realmente empurre com o pé. Um cenário comum para o lado do flag é a mão esquerda e o pé direito em duas agarras que estão de alguma forma alinhadas verticalmente, o quadril direito levantado em direção a rocha e o pé esquerdo flagando para o lado esquerdo. O seu pé direito que lhe dará apoio para levantar-se e logo sua perna esquerda vai manter o equilíbrio do lado esquerdo. Se movendo-se para a esquerda, levante-se no pé direito e gire seu quadril direito em direção a rocha. O pé do Flag vai manter seu corpo de balançar desequilibrando-lhe.

Mais dicas de Flag

Com Ben Spannuth

  • Em geral, você vai flagar quando tiver uma boa agarra para apenas um lado do corpo, particularmente quando não der para manter os dois pés bem equilibrados.
  • Flagar é bom de todos os pontos de vista da escalada e te faz sentir-se no controle do equilíbrio em ângulos mais verticais, então é importante manter todo o seu corpo flexionado e tensionado. Em escaladas mais íngremes, pense sobre usar o flag a vontade, mantendo seu bumbum, quadril e pés envolvidos. Isso irá ajuda-lo a maximizar a posição e até mesmo manter um bom descanso se necessário.
  • Tente encontrar o posicionamento do corpo onde você minimize o número de movimentos corporais, significando que você possa alcanças a próxima agarra ao invés de pular para ela. Flagar vai lhe dar uma variedade de movimentação quando movendo-se estaticamente, então você não vai precisar mover-se dinamicamente. Ache a posição que será mais eficiente, significando que suas pernas devem apoiar a maior parte do seu peso corporal mas que ainda lhe permita alcançar a próxima agarra. Você sempre poderá botar mais peso no seu pé do que imagina. Parte disso é acreditar que um pé só é suficiente para lhe suportar, o que lhe causará por mais peso em uma agarra permitindo-lhe de se jogar mais profundamente na posição de flag.
  • No entanto o flag traseiro pode lhe botar numa posição bem estranha, não tenha medo de cair de forma estranha (mais confiança significa um flag melhor!). Os seus membros vão mover-se naturalmente e com segurança se você cair. Uma vez que você praticar isso algumas vezes, você vai começar o flag sem nem perceber. Lateral ou traseira vai se tornar uma reação natural do seu corpo ao tentar mante-lo equilibrado.